Prédios Flutuantes – Toda a Vastidão da Sexualidade Humana

Nome em inglês: Floating Skyscraper

País: Polônia

Ano: 2013

Atores principais: Mateusz Banasiuk, Marta Nieradkiewicz e Bartosz Gelner

A aflição do desajuste, temperada por uma paixão faminta que busca no outro a sua própria identidade, compõe o cenário do filme polonês “Prédios Flutuantes”, dando rosto e voz aos dilemas da bissexualidade em escala individual (a autoaceitação) e coletiva (a intolerância dos outros), e humanizando uma questão que, de tão explorada nos espaços públicos atuais, já perdeu parte de seu caráter íntimo.

A narrativa feita em desdobramentos graduais e não como uma mera sucessão de fatos atropelados, é sutil, porém, escancarada. Por um lado, sobra zelo em retratar seres humanos e não caricaturas de um perfil sexual menos convencional. Por outro, falta pudor nas cenas de nudez e sexo, o que certamente ofenderá os sentidos dos mais recatados.

E além do crime de homofobia e suas consequências trágicas, há também a denúncia de uma violência bem menos explícita, disfarçada de apreço e encharcada de um egoísmo cego – a luta daqueles que amam para impedir que a natureza do ser amado lhes ataque a vaidade.

Quando fazemos do outro um meio de autovalidação, trocamos a convivência democrática pelo autoritarismo desesperado, nos esquecendo de que seres humanos são rios que fluem em direções inesperadas, naturalmente insubmissos à rigidez dos dogmas sociais.

É possível amar o outro e não simplesmente o nosso reflexo nele?

Há espaço para a liberdade quando se ama?

Dúvidas de quem percebe em si e nos demais um jeito torto de amar, capaz dos atos mais aviltantes na tentativa inútil de castrar a impermanência humana.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s