EXÍLIO

Assediada por tanta matéria ruidosa de vozes, imagens, cheiros e relatos, a cabeça empaca aturdida com o trepidar dos excessos, querendo ser nada. O entorno incomoda, contamina e num único golpe de recolhimento, ela põe-se a engavetar seus teores e desligar os radares intrometidos para que uma brisa manhosa, nascida do vácuo que se formou, vá se abrigando e borrifando os recôncavos menos arejados de suas entranhas.

Nos braços, tronco e membros, uma couraça de fibras emaranhadas e ressequidas começa a ruir sem resistência. Em pouco tempo, seus fragmentos desordenados se assentam como partículas pesadas no fundo da água, deixando-se espairecer pelo sanfonar ainda palpitante dos pulmões que encharcam de vida essas pequenas brechas por onde penetram.

Boca seca e censurada pelo silêncio. Dois goles de saliva e a aridez já se amansa. Olhos dóceis ninados no ziguezague de vultos fugazes.

Pele, músculos e ossos amolecem; um sopro serpenteia sussurrante. E pelas esquinas do corpo, rastros elétricos e delgados lentamente embebem tudo à sua volta de presença passiva, silêncio e torpor.

Marolas macias se mesclam redondas em movimento, brotando nas divisas dos seios, regando o assoalho do ventre para desembocar nas bordas dos pés.

Os ouvidos se abrem num entra e sai de zumbidos andarilhos. Chuviscos de cores cintilantes enfeitam num instante e no outro já não são. Alívio. Refúgio. Vazão.

E o tempo? E o espaço? E os outros?

Miragem desbotada.

Fiapo do mundo!


Segundo texto proposto. Desta vez, a tarefa é descrever de forma poética uma ação do nosso cotidiano sem revelar do que se trata para que os outros alunos adivinhem. Matou a charada? Então, deixe nos comentários. :p

3 comentários sobre “EXÍLIO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s