E se tudo der errado?

Os desejos mais entranhados acalentam e desesperam

porque são ninho e nudez.

Se vivemos apenas sua forma encenada, que reside nos sonhos a olhos despertos, mas que em nada modifica o transcorrer da vida, eles simplesmente amornam a frieza dos dias banais multiplicados em lotes na rua, na cama e no trato com os outros;

Se os queremos mais sólidos e infiltrados na realidade, toda a sorte de aflições e fatalismos perfura a mente ao pensarmos na dor do fracasso.

 

E se tudo der errado?

Se eu falhar na rota?

Se minha carência de método me deixar exposta?

Se o peso da minha ignorância me arremessar num abismo?

Se eu não for competente o bastante, o que eu faço?

Se todos me verem tombar, o que eu digo?

 

Digo que sou HUMANA e isso pressupõe, rigorosamente, uma natureza aberta a aprimoramentos, onde o erro mora ao lado do acerto e as ambivalências são a matéria-prima de cada átomo que compõe minha substância.

Jamais serei 100% forte, serena e coesa

Jamais serei 100% frágil, vulnerável e passiva

porque meu destino é ser múltipla, híbrida.

 

Sou feita de choro e desgostos;

sou feita de risos e dádivas.

E que assim seja até o último suspiro.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s