Pós em Tradução de Inglês na Estácio – Parte II

Antes de ler este post, confira a primeira parte aqui

Tradução Literária – Depois de quase 2 anos de estágio revisando tradução técnica e mais 9 na área de tradução de patentes, ter que traduzir Virginia Woolf não foi nada fácil para mim, pois meu contato com a literatura é só nas horas vagas, mas eu gostei do desafio.

Destaque do módulo: O professor Peterso Risatti explicou em detalhes como funciona o  mercado editorial, as etapas de produção de um livro, as dificuldades da tradução literária e ainda deu várias dicas sobre livros interessantes. Para visitar o site dele, clique aqui .


Legendagem – Foi uma surpresa positiva. Sem este módulo eu nunca saberia que gostaria de legendar. Mas essa foi outra fase de sofrência do curso, pois tive que aprender tudo do zero e levei muitos dias para terminar as provas práticas.

Destaque do módulo: Como o professor Cesar Alarcon ensinou todas as etapas principais envolvidas na legendagem usando o programa Subtitle Workshop, eu tive a impressão de que estava tendo acesso a absolutamente tudo de essencial para conhecer sobre a área. Clique aqui para ler uma entrevista do professor falando sobre legendagem.


Inglês Jurídico – Apesar de não ter me identificado com essa área, achei importante o módulo por saber que os textos jurídicos estão por toda a parte e precisam de uma atenção especial.

Destaque do módulo: A professora Márcia Paredes Nunes batendo sempre na tecla do quão é importante entender o contexto para uma escolha terminológica precisa. Parece óbvio, mas não é. Os exercícios sobre falsos cognatos tanto em latim quanto em inglês também foram muito úteis.

Minhas Conclusões

Para quem busca formação ou aperfeiçoamento em tradução, este é um ótimo curso por oferecer:

  • um panorama muito detalhado sobre as principais áreas de tradução
  • um equilíbrio entre aulas teóricas e aulas práticas
  • muitas informações sobre o mercado de tradução

 

O que poderia melhorar na modalidade EAD

Duração de algumas aulas – Aulas com mais de 1 hora por favor NÃO!!!!! É simplesmente desesperador abrir a Sala de Aula Virtual e ver aqueles vídeos imensos. Ninguém consegue se concentrar por tanto tempo, o vídeo quase sempre trava e precisa ser reiniciado.

Minha sugestão: Aulas de no máximo 30-40 min seriam o ideal, na minha humilde opinião (e na de muitos dos meus colegas de curso também).

Enquete de avaliação do módulo –  Ela aparece toda vez que acessamos a plataforma bem em cima da página principal. E como eu não acho que faz muito sentido responder a enquete antes de ter assistido a muitas ou todas as aulas, acabo clicando na opção “Não responder” logo de cara só para me livrar dessa telinha chamativa e insistente.

Minha sugestão: Seria muito menos incômodo se a janela para o aluno avaliar o professor/módulo não fosse tão intrusiva e/ou só fosse enviada para nós ao fim de cada módulo.

Perguntas dos alunos presenciais – Mesmo já sendo regra que os alunos devem usar o microfone para fazer perguntas/comentários, nem sempre isso ocorre e quem assiste às aulas pela Internet fica sem saber o que foi dito.

Quem quiser dar sua contribuição com sugestões, perguntas ou críticas, deixe nos comentários.

Site: Pós Estácio

Youtube: Cult – Ensino e Tradução

Fanpage: Cult Tradução e Línguas

Instagram: Cult Estácio

Continuar lendo

Pós em Tradução de Inglês na Estácio – Parte I

Faltando pouco mais de um mês para terminar as matérias da pós em Tradução de Inglês (EAD) na Estácio, resolvi compartilhar com vocês minhas impressões sobre o curso e dar alguns detalhes do que é ensinado para quem tem interesse nesta área.

De tudo o que aprendi, aqui vão os pontos mais significativos para mim:

Gramática Inglesa II e II – Muito conteúdo prático e vários exercícios de fixação. Esses módulos também foram uma ótima oportunidade de listening, já que o professor é nativo, de Trinidade e Tobago. Relembrei várias coisas que não estudava há séculos e aprendi muitas outras.

Destaque do módulo: O professor Stephan Hughes dá aulas super divertidas e foca bastante em diferenças linguísticas entre o português e o inglês, tais como: posição e ordem dos adjetivos e advérbios, inglês americano x inglês britânico, além de trabalhar bastante os famigerados phrasal verbs.


Gramática Inglesa III – Neste módulo a coisa ficou ainda mais séria rsrsrs. Dá-lhe muitas reflexões por trás de outros pesadelos da língua inglesa para nós brasileiros: substantivos contáveis/incontáveis em inglês e quando usar artigo definido, artigo indefinido ou nenhum artigo.

Destaque do módulo: A professora Kristina Speakes fez algumas dinâmicas de grupo bem interessantes e pensou sobre a língua em um nível bem avançado mesmo, mais uma vez minha amada Linguística marcando presença. Neste módulo também temos mais uma chance de ouvir inglês nativo, pois ela é norte-americana.


Linguística – Só confirmou o quanto eu sou apaixonada, vidrada, enlouquecida por esta matéria (desde 2007 quando comecei a faculdade de Letras). O módulo de Linguística Aplicada à Tradução foi a minha melhor memória afetiva do curso inteiro. Assisti a quase todos os vídeos no Le Pain Quotidien comendo, bebendo e viajando com as aulas tão a minha cara!

Destaque do módulo: A relação que a professora Meritxell Almarza fez entre Linguística, História e Filosofia. Eu nunca tinha estudado juntas essas minhas paixões e fiquei fascinada! Quem sabe não faço um mestrado sobre isso…


Tradução Técnica – Outra mão na roda. Foram tantas dicas práticas de como lidar com texto, pesquisa terminológica e banco de dados… E minha lista de favoritos no Google Chrome quadruplicou graças a este módulo.

Destaque do módulo:  O conteúdo prático que a professora Simone Resende passa para os alunos é um baita diferencial. Ela ensina o passo a passo de como fazer pesquisa terminológica em dicionário, corpus e sites na Internet, comenta bastante sobre erros de tradução que cometeu no início da carreira e ainda grava tutoriais para ensinar sobre várias coisas úteis para além da tradução, como por exemplo, usar o Google Drive e melhorar as configurações de pesquisa do Google. Conheça o trabalho dela de pesquisa terminológica aqui.


Tradumática (Uso de CAT-tools) – Amei, amei e amei! Sem esta matéria eu não saberia o quanto o SDL Trados é maravilhoso, pois eu uso o Wordfast. Outro módulo essencial e cheio de dicas práticas.

Destaque do módulo: Aproveitei muito as orientações do professor Jorge Davidson sobre mercado de tradução, relação com agências e clientes diretos, dicas de outros programas e aplicativos que facilitam a vida do tradutor. E outro ponto interessante foi ele ter abordado a questão da confidencialidade ao mencionar o cuidado que precisamos ter com CAT-tools online e outras práticas que acabam expondo o conteúdo traduzido.

No próximo post eu falarei sobre tradução literária, outros módulos do curso, algumas impressões extras e uns detalhes que eu acho que poderiam ser melhorados.

 

Beijos e até a próxima! 😉

 

Site: Pós Estácio

Youtube: Cult – Ensino e Tradução

Fanpage: Cult Tradução e Línguas

Instagram: Cult Estácio

Continuar lendo